Notícias

Acompanhe as ultimas notícias no mundo jurídico.

A Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro aprovou, na terça-feira (02/04), a abertura de processo de impeachment contra o prefeito Marcelo Crivella (PRB). Crivella continua no cargo até votação do relatório elaborado por comissão sorteada entre os vereadores. Enquanto isso, passará por investigação.

De acordo com a denúncia formulada por um ex-fiscal da Secretaria de Fazenda do município do Rio, o prefeito cometeu crime de responsabilidade por ter prorrogado uma concessão de 20 anos a empresas de publicidade, quando seria obrigatória a abertura de nova licitação.

Em sua defesa, Crivella afirma que a acusação “não faz sentido”, e que autorizou, dentro da legalidade, dois grupos de agências de publicidade a se utilizarem de 34 locais públicos para propaganda, como pontos de ônibus e relógios de rua.

Para o advogado Willer Tomaz, do escritório Willer Tomaz Advogados Associados, dispensar licitação quando era devida constitui crime. “A Administração Pública adquire bens e contrata serviços mediante processo licitatório. Essa é a regra. A lei federal 8.666/93 prevê os casos de dispensa de licitação. Não se enquadrando nas hipóteses legais de dispensa, o ato do gestor poderá constituir crime, com pena de detenção de três a cinco anos, e multa, além de implicar processo de improbidade administrativa e cassação de direitos políticos”.

Segundo o especialista, as investigações devem prosseguir, mas com cautela e de acordo com as regras do devido processo legal. “Sempre haverá o interesse público na apuração de atos de corrupção e gestão fraudulenta por parte dos governantes. Agora cabe ao parlamento carioca averiguar a plausibilidade das acusações, tendo o cuidado de não transformar o caso em perseguição política, respeitando-se o devido processo legal e o direito de defesa do prefeito”.

A abertura do processo de impeachment dependia de maioria qualificada de 2/3 dos votos dos vereadores, tendo a votação resultado em 35 votos a favor e 14 contra. Crivella terá 10 dias para apresentar a defesa. Depois, será votado no Plenário da Câmara o relatório final, quando será definido se o prefeito perderá o mandato ou se o processo será arquivado.

WT Advogados

 

O escritório WT ADVOGADOS ASSOCIADOS está comprometido com a privacidade dos dados dos seus usuários no ambiente da Internet.

1 - Identificação: O escritório WT ADVOGADOS ASSOCIADOS é uma sociedade de advogados, devidamente inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Distrito Federal, sob o nº 1.772, que presta serviços especializados na área jurídica, nos mais diversos campos do Direito. Estabelecida em Brasília, Distrito Federal, no SHIS QI 01 Conjunto 04 Casa 25, Lago Sul, elaborou sua Política de Privacidade embasada nos Princípios Internacionais, amplamente reconhecidos no âmbito das “Práticas justas no tratamento da informação”.

2 - Informação: O escritório está comprometido com a privacidade de dados pessoais dos usuários cadastrados, conferindo aos mesmos os necessários padrões de segurança, preservando os princípios éticos de transparência no tratamento, controle e uso das informações. Tem como política basilar colher apenas as informações e dados necessários para perfeita consecução dos serviços profissionais oferecidos. Todas as informações e dados pessoais dos usuários colhidos pelo escritório WT ADVOGADOS ASSOCIADOS são confidenciais e não são repassados a terceiros.

3 - Legalidade, Conformidade Internacional e Limites Éticos: Considerando os serviços especializados que o escritório oferece, bem como a atividade profissional exercida, adstritos aos ditames elencados no Código de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil, é preservado o sigilo profissional na relação entre advogado e cliente (artigos 25, 26 e 27 do Código de Ética e Disciplina).

4 - Acessibilidade: O usuário cadastrado terá acesso ao(s) seu(s) processo(s) acompanhado(s) pelo escritório WT ADVOGADOS ASSOCIADOS, mediante o uso de senha pessoal, dentro dos limites legais e éticos vigentes, devendo, para tanto, solicitar o referido acesso através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. Informações e termos legais | Política de privacdade.